terça-feira, 10 de setembro de 2013

Dracu-Riot: Vulgo "Como a realidade pode atrapalhar *e muito* o que ocorre com grupos de tradução"


Grupos de tradução parece ser uma fábrica de maravilhas. Muitos deles não pedem dinheiro para produzir as traduções (a menos que o cara queira tomar um C&D e arriscar ser preso por bobeira), não recebem dinheiro de nenhuma outra empresa, gosta de fazer o que faz, e gosta de lançar traduções de qualidade para que os fãs possam aproveitar o jogo em sua língua nativa, espalhando uma cultura desconhecida para uma área e vê-la ganhando força e se tornando um termo cada vez mais comum, que seja para apenas uma range de pessoas.

Bem, posso ter exagerado (só um pouquinho) no que grupos como a Zero Force Translations faz, mas é bem assim que muitos grupos de tradução veem suas próprias origens. Seja pelo nobre objetivo de fazer uma cultura evoluir, ou simplesmente traduzir um jogo amado pelo dono do grupo e seus membros. Era meio que esse o conceito da Staircase Subs, o consagrado grupo de tradução de Hoshizora no Memoria e que lançou seu primeiro patch de tradução no ano passado e já o fez ganhar bons status no cenário de tradução de visual novels.

Seu segundo projeto, Dracu-Riot, ia indo muito bem, obrigado... exceto que acabou passando por quase um ano com apenas o patch parcial da tradução, com comentários floodando o site perguntando qual seria a previsão para o lançamento da tradução completa... e... a resposta é: pouca chance de sequer lançar tal patch. Por quê? Vida.

Provável reação de sua namorada caso você conte pra ela que traduz/joga visual novels e a convida pra jogar uma.
 Contrariando o que muitos possam pensar, arranjou não só uma, mas duas desculpas (bem plausíveis) para o stall no projeto: primeiro, universidade precisa de uma coisa chamada TCC para completar o curso, a coisa mais chata que você vai fazer na sua vida se você realmente quiser fazer uma boa faculdade e não pagar milhares de reais pra pagar alguém pra fazer isso pra você (além de ser ilegal) (e não, o seu "poder" de traduzir e revisar milhares de linhas em sua língua nativa não irá ajudá-lo tanto devido tantas burocracias na formatação e apresentação). Segundo, ele arranjou sua própria namorada, e aposto que ela deve ter dito umas coisas como "isso é coisa de nerdão forever alone" e o pressionou a essa decisão... mentira, essa parte eu inventei, mas de fato, ter uma namorada come (e muito) seu tempo livre que antes você passava com os amigos fazendo gordice.

Acredite ou não, mas isso foi a gota d'água para que o grupo desistisse da tradução. Não adiantaria continuar com um projeto com zero por cento de chance de completá-lo em tempo hábil para os fãs, que, com razão, querem saber quando a sua sede pelo jogo traduzido será saciada. Besteira? Não, até dá pra entender. Nem preciso falar que até o nosso grupo de tradução tem gente com o mesmo estado civil, e vira e mexe os membros atrasam suas partes da tradução (por desculpa esperrapada ou não). Afinal, do que adianta traduzir algo se você pode experimentar a sensação em primeira mão?

Dracu-Riot em si tem gráficos e personagens decentes, mas nada impressionante. Mesmo assim, tinha bastante gente acompanhando o projeto, o que é muito triste.
O que nos leva à resposta da famosa pergunta "Por que os grupos de tradução vira e mexe surgem e desaparecem?". Porque vida. Porque trabalho voluntário não enche barriga. E mesmo se desse dinheiro, apenas em empresas "grandes" como Manga Gamer, Jast USA, NIS America ou Atlus que você teria alguma chance de se sustentar com o que ganha (considerando os custos de vida por lá, claro) apenas por traduzir textos e menus. E por mais antigo que um grupo amador seja, ele vai se dissolver um dia, seja pelo bem ou pelo mal.

Por outro lado, talvez esse seja o lado evolutivo do cenário de traduções, pois a medida que os grupos antigos saem, os grupos novos entram, mais motivados e determinados a traduzir, completando o que o grupo antigo consideraria impossível ou muito demorado para traduzir. Aqui mesmo no Brasil, projetos de traduções ambiciosas, como a tradução de Clannad pela Extreme VN's e a de Fate/Stay Night pela Ohayo são provas vivas disso (apesar de que sequer sairam notícias sequer sobre a tradução de uma demo pra alegria do pessoal, né), algo que os grupos mais antigos brasileiros sequer sonhariam em traduzir, ou que simplesmente consideraram uma alternativa inviável.

A tradução por grupos independentes formados por fãs é bom em todos os sentidos, e é por isso que temos que nos conscientizar em sempre estar colocando "sangue novo" nessa área, para que sempre haja foco nesse aspecto, e talvez, um dia, falar sobre visual novel seja tão natural quanto falar sobre videogames atualmente, bem como foi na década passada, quando os videogames ainda eram vistos apenas como jogos para "nerds" ou pessoas sem vida social. A disseminação de assuntos assim é o que mantém a nossa humanidade mais atenta aos diversos tipos de entretenimento presente no resto do mundo, e ao invés de só criticar e falar mal, dar meios para que até mesmo essa pessoa possa experimentá-la sem precisar conhecer outro idioma que não seja o que ele já domina, e que a possibilite mudar de opinião e se adentrar no território com curiosidade ao invés de aversão, e mesmo se continuar não gostando, pelo menos que o faça ter bases para suas críticas e motivos próprios ao invés do simples "não gostei".

... erm, mas voltando à Dracu-Riot, a Staircase Subs liberou um novo patch parcial recentemente para download, mas como foi dito antes, ela não estará mais trabalhando no projeto, a menos que até o final do ano não haja nenhum grupo de tradução que queira continuar a tradução. No pior dos casos, os scripts do jogo serão liberados para a internet inteira para quem quer que resolva traduzir o jogo futuramente. Quem sabe não apareça algum grupo brasileiro traduzindo pra nossa língua, hein?

Tá mais vantajoso apostar na Mega Sena em alguns casos...
Bem, isso é tudo que temos hoje. Gostou? Assim espero! Comente, curta nossa página no facebook, e até o próximo post!
Out.

2 comentários:

  1. # Muito .. Bom Post como Sempre Bem concordo com voce , Em Tudo .. É Realmente uma Pena " Aqui No Brasil Oh que Não falta Eh Grupos de Tradução de VNS - Mais Poucas Tem Aqualidade É Comprometimento Igual voces Tem .. Sei que É Pouco Mais Infeliz Mente So posso fazer Isso para , Agradeçer Obrigadoo Zero Force Por Tudo que voces Fazem Por Nos Pessas Sem nada para fazer Alem de Jogar VNS ( SHAUSHAUSHAUSHAU ) ~ (Y) PS : Esperando um Dia Á Tradução de Log Live The Queen <3 ..

    ResponderExcluir
  2. foda eh que os caras ate hoje nao liberaram os scripts pra traducao... tudo bem "soh" falta a miu, e ela tem 10 mil linhas pra traduzir, mas po, ao menos com as outras meninas, ja daria pra fazer um puta patch bem melhor ne? :\

    o foda eh a falta de palavra, certo, o cara ta fazendo de caridade ja que ninguem ta pagando nada, mas po, se fala q vai liberar os scripts, ao menos cumpra oq diz ne... :\

    ResponderExcluir